Eu adoro descobrir livros perdidos.

No outro dia estava eu muito bem a arrumar as estantes cá de casa até que encontrei dois livros, espetaculares, completamente perdidos numa qualquer estante, a ganhar pó e mesmo com um aspeto que se não fosse eu tira-los dali e colocá-los na minha estante nunca mais saiam dali. Peguei então nos livros e passaram logo a fazer parte da minha estante, espero ler esses livros brevemente e assim que o fizer quero trazer-vos a resenha de ambos.
Mas eu estou para aqui a falar e ainda não vos contei que livros foram estes pois não?

  Memorial do Convento
Autor: José Saramago.
  Eu sei, eu sei, como é que eu deixei este grande clássico de José Saramago passar despercebido naquela estante (?) , ainda por cima é um clássico daqueles que eu quero muito ler (até já vos tinha contado isso ). Bem, agora já está na minha estante e a sua leitura é para breve, espero eu.
Sinopse:

” Era uma vez um rei que fez promessas de levantar um convento em Mafra… Era uma vez a gente que construiu esse convento… Era uma vez um soldado maneta e uma mulher que tinha poderes… Era uma vez um padre que queria voar e morrer doido. Tudo “era uma vez”, logo a começar por D. João quinto do nome na tabela real, irá esta noite ao quarto da sua mulher, D. Maria Ana Josefa, que chegou há mais de dois anos da Áustria para dar infantes à coroa portuguesa e até hoje não emprenhou (…) ”

Um momento inesquecível 
Autor: Nicholas Spark
Eu já queria ler um livro deste autor faz muito tempo, mas como ainda tinha que o comprar acabava por nunca mais o ter, fiquei super surpreendida quando encontrei o livro: “Um momento inesquecível” pode-se dizer que foi mesmo a “cereja no topo do bolo”.

Sinopse:
“Sublime e mágico, o mistério inesperado de haver agora um mundo onde antes era o nada; e o mesmo inesperado mistério do irromper, pujante, do primeiro amor. Eram longínquas as afinidades que os poderiam aproximar. Ele, o filho de uma mulher tradicional, a tentar aproveitar ao máximo a liberdade que a pequena cidade de Beaufort, na Carolina do Norte, lhe proporciona antes do ingresso na universidade. Ela, a filha do Pastor, está longe de ser a adolescente típica, anda sempre acompanhada de uma Bíblia, e passa os verões no Campo da Igreja. Mas o amor é clarividente, capaz de ver alianças nas mais gritantes disparidades e, aos dezassete anos, Landon e Jamie apaixonam-se.”

   Mais posts deste tipo: AquiAqui, Aqui ou Aqui .
Anúncios

8 thoughts on “Eu adoro descobrir livros perdidos.

  1. Também adoro ler. Tenho de ler esse momento inesquecível, nunca li, hás-de ler um dele que se chama: “À primeira vista” também é fantástico, tenho de o voltar a ler 🙂

    Beijinhos.
    Bom domingo 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s